segunda-feira, maio 09, 2011

De todas as coisas que já havia começado e deixei, essa não pode ser uma delas. Adoro blogs, como já falei, uma das formas de literatura mais certas com o que a gente vive hoje. Essa mistura de contatos, idéias fervilhantes, novas descobertas, modinhas e por que não dizer, egocentrismo. Sim, escrevemos muito porque naquele momento só o que é nosso importa. E é nos mostrando que a gente enxerga o outro. É nos ajeitando que a gente ajeita a vida do outro. E seguimos, falando pelos cotovelos, pois não conseguimos lidar sozinhas com esse tanto de coisa que chega à gente de uma vez.
Segura aí um pouco. Vai parecer desacertado no começo, mas eu vou escrever feito uma louca aqui. Pelo menos, essa é a idéia hoje. Muda todo dia, mas façam suas apostas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário