segunda-feira, junho 14, 2010

Yoko

Nada me parecia interessante. Sentia que havia esgotado todas as minhas fichas numa tentativa de ter uma alegriazinha. Os lugares me pareciam chatos e as pessoas, entediantes. Numa livraria, talvez encontrasse inspiração no meio de tanta inspiração impressa. Muito embora eu precisasse de ajuda, livros de auto-ajuda nunca serão uma opção. Até o Esoterismo já desistiu de mim. Aventura me causaria inveja. Os de romance iam me fazer querer morrer.

Chega de drama, Mila. Toma um café pra esquentar. Na passagem, estico a mão e pego um livro qualquer pra me fazer companhia.

Na mesa ao lado, estava Yoko. Como eu sei o nome dela? Não lembro. Mas ela conversava com uma menina. Era difícil se entenderem, Yoko era japonesa. A menina, que devia ter uns 10 anos, arranhava no inglês. Sabiamente, passam pro idioma universal da comida. E a menina, no alto de sua sabedoria infantil, sugere que Yoko coma um brigadeiro.

Confiando na inocência das crianças, Yoko aceita. Olha para aquela bolinha marrom, não dá muita coisa por ela. Resolve provar. Imagino aquelas bolinhas que o ratinho Rémy imaginava em Ratatouille ao comer algo bom. Os olhos delas sorriram. Ela ruborizou. Começou a rir, tremendo de alegria. "Hummm" Ela resumia. Disse, em inglês, "nunca imaginei que houvesse um doce de chocolate, que eu não tivesse provado, tão gostoso."

Terminei meu café e saí de lá satisfeita. Em algum lugar, em algum momento, haverá um brigadeiro desconhecido me esperando. Um dia, serei Yoko e descobrirei prazeres nunca antes imaginados. Naquela hora, Yoko estava feliz com uma bolinha marrom que ela nunca pensou existir.

Seu brigadeiro, um dia, Mila, chegará.


5 comentários:

  1. LINDO!
    Hehe

    Talvez um dia não chegue apenas seu brigadeiro. Quem sabe você descubra, ao invés de apenas um brigadeiro, a fantástica fábrica de chocolates INTEIRA?

    Hauhsduhahudashudhasudhuashudashudhuas

    Não pago imposto por sonhar mesmo...

    ResponderExcluir
  2. Os Oompas-loompas devem estar escondidos em alguma Ilha isolada.
    =)
    Obrigada!

    ResponderExcluir
  3. Éh... o meu brigadeiro já chegou! Salvou a minha vida! E agora eu acredito, acredito que outro virá, a gente acostuma, e sempre quer mais né? Querida o seu um dia virá! Sabemos disso, acredite!

    ResponderExcluir
  4. Mila,
    Tá indo bem nessa pegada.
    Continue escrevendo, pequena.
    E se o brigadeiro demorar de chegar, pega um leite condesado, taca Nescau e faz o seu no capricho.
    Brigadeiro na colher é de fuder.

    grande abraço

    ResponderExcluir
  5. Ah, que lindo. Adorei Yoko!

    Mila, você deixou um comentário no meu blog faz tempo, dizendo que seu blog não é lindo. Mas é fácil arrumar o layout dele, o blogger agora tá com mil opções e é bem fácil de editar. Vai lá em Design e vê como é legal!

    Bjs ;D

    ResponderExcluir