quarta-feira, julho 28, 2010



Parece azul, as vezes, rosa. Não sei dizer. É leve e inédito, esse sentimento de felicidade merecida. Quando você passa um ano num limbo existencial, onde nada ocorre de verdade, mas tudo se decide. Num ano em que você teve que crescer e ser ainda mais forte. Um ano, Mila, em que você procurou colo e não achou, pediu arrego e não foi atendida. Teve que seguir, quando doía cada parte de seu corpo. Teve que mentir, omitir e ser sincera quando você achou necessário, muito embora parecia inadequado ou doloroso.
Mas passou. E tudo aconteceu. Você hoje, colhe frutos, e nunca será como antes. Acho até que está melhor, inclusive. Pode ter perdido uns fios de cabelo, ganhado umas rugas e sofrido um pouco mais do que precisava. Mas a vida nunca foi boazinha com você, vai. Mas sempre soube te presentear e te dizer as coisas certas.
Enjoy, Mila. A vida é só um balão cheio de água, divertido, que só estourará quando bem entender. Enquanto isso, dá pra ser feliz um bocado.

Um comentário:

  1. Lindíssimo Mila, toda boa prosa se aproxima da boa poesia e vice versa. Não sei como definir o que escrevestes (apesar do corpo prosa), mas amei.
    A senhorita sumiu, há muito não postava! Espero que agora continue, adoro seus posts!

    Keep writing!

    Beijos

    ResponderExcluir